Filosofia e Lusofonia

Em um blog o texto curto parece ser o que se mais pratica. A pergunta é se isso contribui para alguma coisa na vida das pessoas. Mesmo assim, o desafio é por logo as idéias e rápido já transmitir algo.

Neste sentido: qual a contribuição da língua portuguesa para o mundo da Filosofia?
No caso do ensino de Filosofia como elemento de formação humana em escolas de formação de base qual a contribuição produzida em língua portuguesa.

Portugal, como metrópole colonial, contribui com o que para o ensino de Filosofia?
Espero contribuição dos falantes de língua portuguesa espalhados pelo orbi terrestre.

Comentários

  1. Acredito que a linguística como a antropologia e a historiografia são ferramentas que possibilitam a filosofia interpretar e intervir no mundo objetivo e subjetivo. Pensamos e nos expressamos através de multiplas linguagens, mas principalmente por uma lígua códificada, a lusitana. E como todo língua, essa não diferentes das demais, traz consigo toda uma cultura imbutida e subliminar.

    Esse é um bom tema pra vermos e revermos. Uma discução interessantísima. Espero poder prestigiar mais postagens em seu blog que abordem essa temática.

    Parabéns pelo blog, que por sinal é muito psicodélico. Pretendo visitá-lo sempre.

    ResponderExcluir
  2. COmo contribui Portugal?
    Trata-se de um país sem grande tradição filosófica, mas convido-o a ver o que vamos fazendo em http://paginasdefilosofia.blogspot.com

    Cumprimentos,

    Sérgio Lagoa

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigado por ler e participar do nosso blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom