Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2012

Nietzsche e a Educação

Imagem
Prof. Almeida em Troyes Fr. Nietzsche questionava em Sobre os Futuro dos Nossos Estabelecimentos de Ensino a forma como as relações dos alunos se davam dentro do campus. Ele criticava esse modelo, "de boca a ouvido" e propunha outros métodos. Ou seja, ele via como muito frágil as relações dos discentes e docentes. As confrarias, entre elas os Templáros, sempre foram tentativas de resolver esse problemas. Se resolveram podemos discutir, mas as escolas confrarias eram a forma de transmissão escolar desde a Pérsia, passando pela Grécia Antiga, medievo e chegando hoje. 

O café dos iniciados

Imagem
Café dos iniciados - Paris/Fr

Curso de Filosofia no Instituto Kora

Imagem
Sala e atual Livraria do Instituto Kora. www.institutokora.org.br

Natal em Paris

Imagem
Galerie Lafayet

Introdução ao Pensamento Ocidental

Imagem
www.institutokora.org.br 

Kant: nazista

Imagem
Frase nazista de Kant.

Universidade Humboldt de Berlim

Imagem
Portas da Babilônia   Universidade Humboldt  de Berlim (em alemão: Humboldt-Universität zu Berlin)

Palestra Prof. Dr. José Fonseca

Imagem
www.institutokora.org.br

Iniciação pela Internet

Impossível de ser, pois qualquer batizado ou coisa do gênero tem como sentido primordial encontrar pessoas. Está na gênese e no sentido de ser gente, viver encontrando gente. A celebração, a vida comunitária não são coisas que existem independente de nós humanos; fora de nós, com vida própria; e por ventura encontrei. A vida comunitária é uma criação do humano; é uma necessidade do humano. Logo, faz parte do humano isso. Ao menos que deixemos de ser humanos e viremos ciborgues que um dia migre para robô total. Logo, enquanto máquina, a vida comunitária pode ser preterida. Iniciação o confraria virtual é pior do que sexo virtual. www.kora.org.br 

Que o Facebook vire Orkut

Imagem
O Facebook será um caso exemplar das promessas e ilusões em torno da infor-mania pela qual as ideologias dominantes perpetuam o jogo de desinformação como princípio tão atingo quanto a escrita na arte de dominação. A fala ideia de que vivemos na sociedade da inforamção e da livre expressão é tão verás quanto os Gregos do século VI a.d.C e seus deuses mitológicos. Orkut e Facebook são a prova disso. Facebook posou como aristocrata, se capitalizou, criou filme (A Rede Social) e usuários se sentia melhores dos que os do Orkut; que tinha sido febre no início desse milênio, mas que agonizava por haver nele uma certa cultura do bizarro. Como li em um artigo da net, as ordas bárbaras do orkut romperam a fronteira do Facebook e agora estão lá; todo um mau gosto okutiano agora é facebookiano. A falsa ideia de que todos podem expressar como a forma mais brilhante de trocas de cultura e elavação/sofisticação cultural vai por  água abaixo. O Facebook foi orkutado. Uma saída? Estu

Piriguete

Imagem
O pireguetismo é um movimento de banalização do corpo feminino. É a forma pela qual a mídia dominante impõe sobre uma fatia do proletário, os que conseguem escapar a sina do feio, um ditame que o aliena de suas questões mais obvias. A pessoa acometida dessa vertende existencial (piriguetismo;  pirigue-existencialismo) acaba por ser exemplo vivo entre o restante dos proletários. Essa convivência cumpre uma outra função e completa, desse modo, o círculo de dominação do proletário. A saber, impõe o "saradismo" ou também conhecido como "chapismo". Quem não é uma "piriguete-existencialita" acaba se enclausurando dentro dos milhares de salões de dominação burguesa, conhecidos como "salão de beleza".  Atriz  Isis Valverde ; a Suelem Podemos concluir dessa cena que há dois modelos de dominação e alienação das mulheres do proletário. De um lado o piriguetismo impõe às excessões a pressão de ser "bonitinha"e, portanto, piriguete.

Instituto Kora - Cursos de Filosofia

Venha participar de um espaço conceito dedicado a Filosofia, nas modalidade de pequenos cursos, livrarias, seminários, Philo-Vin e muito mais. www.institutokora.org.br

Av Brasil

Imagem
Agora que a novela acabou, venha estudar Filosofia. www.institutokora.org.br

O referendum islandês e os silêncios da mídia

Imagem
Texto e video a partir do blog Com texto Livre Os cidadãos da Islândia referendaram, ontem, com cerca de 70% dos votos, o texto básico de sua nova Constituição, redigido por 25 delegados, quase todos homens comuns, escolhidos pelo voto direto da população, incluindo a estatização de seus recursos naturais. A Islândia é um desses enigmas da História. Situada em uma área aquecida pela Corrente do Golfo, que serpenteia no Atlântico Norte, a ilha, de 103.000 qm2, só é ocupada em seu litoral. O interior, de montes elevados, com 200 vulcões em atividade, é inteiramente hostil – mas se trata de uma das mais antigas democracias do mundo, com seu parlamento (Althingi) funcionando há mais de mil anos. Mesmo sob a soberania da Noruega e da Dinamarca, até o fim do século 19, os islandeses sempre mantiveram confortável autonomia em seus assuntos internos. Em 2003, sob a pressão neoliberal, a Islândia privatizou o seu sistema bancário, até então estatal. Como lhes conviesse, os grande

Modelo versus Prostituta?

Imagem
Estude Filosofia. www.institutokora.org.br  A cada dia que passa tenho uma dúvida. Existe diferença entre modelo e profissional que vende sexo? O que a modelo vende? Comentários irão construir esse tópico, pois penso que não há diferença entre essas duas profissões. No Instituto Kora promovemos cursos de Filosofia como forma de apresentar para as pessos que existem várias coisas interessantes de se pensar, que afetam nosso cotidiano, as vezes "encurralado" pelos excessos de informações. Ler Platão por exemplo pode nos auxiliar a ver as ciladas que "desejar" ter  o corpo ideal ou igual as mulheres da novela; Somos únicos, em última instância o melhor corpo é o  "meu" e não o do outro. Quando uma Xuxa veste as roupas delas, dança como ela dança, será que isso é normal? Porque temos que "mostrar o corpo"? Qual é a finalidade? Para quê? Estudar Filosofia não nos torna perfeitos ou puros. Continuamos sendo humanos e cada humano tem que

Tratado da Magia

Imagem
"Violentas discordâncias opunham as igrejas cristãs no fim do século XVI: a existência do purgatório, a presença do corpo de Cristo no pão eucarístico, o estatuto da Virgem Maria, o uso de imagens nos locais de culto, o matrimônio dos sacerdotes, e muitas outras ainda, que matavam gente e faziam guerras. Numa coisa pelo menos estavam todas de acordo: Giordano Bruno não tinha lugar em nenhuma delas. Quando compôs a obra que o leitor tem em mãos, Buno tinha já sido excomungado de três igrejas - a católica, a calvinista e a luterana. Pouquíssimas vezes suscitou Bruno tamanha unanimidade - como esta de ser quase um herético ecumênico -, e não é dos seus menores feitos a inimizade que as igrejas organizadas lhe votaram. Em De magia descobre-se um Giordano Bruno ocultista e esotérico, o que levantou aos olhos positivistas uma questão de coerência: ou se tratava de um precursor da ciência moderna e seus escritos sobre magia, seu panteísmo, seu imanentismo eram equívocos, quem sabe

Filosofia à Maneira Clássica

Imagem
Museu de Pergamo - Alemanha/Foto Prof. Almeida Existem duas possibilidades de estudar Filosofia. Uma é no estilo de faculdade como conhecemos, modelo que tem origem na Idade Média, mas que foi profundamente moldada nas modas que nasceram a partir da Revolução Francesa. Outro modelo de estudar a Filosofia é aquele comum na Grécia do século V a.d.c (antes da era comum), isto é, em escolas de estudo. Essas escolas  formavam uma comunidade  na qual todos os membros moravam. Haviam dois tipos: aquelas de matiz esotérica; religiosas, especialmente em torno de mistérios órficos. Outro modelo, até certo ponto bem singular, é a escola fundada por Platão nos arredores de Atenas. De certo modo sua característica era um gosto sem religiosidade pelo saber. No Instituto Kora, promovemos atividade de Filosofia em Grupo no qual estudamos esses movimentos de um ponto de vista filosófico, e nos assemelhamos  ao modelo de Platão. Outras informações: filosofia@institutokora.org.br   w

Curso de Filosofia e Maçonaria

Imagem
Corredor Instituto Kora O curso é gratuito e tem como exigência saber ler e escrever. Exige-se ainda a disponibilidade de 1 dia da semana (4horas); possívelmente sábado pela manhã. Não se destina a Maçons propriamente, mas a todo interessado em saber sobre filosofia e Maçonaria. Outras inforamções e agendar entrevista pelo e-mail: filosofia@institutokora.org.br Vagas limitadas a 6 participantes. As atividades tem previsão de início em Março de 2013. Endereço pode ser verificado em www.institutokora.org.br  Butantã - São Paulo exemplo de conteúdo abordado no curso você pode ler em outro texto nosso. Humanismo e Renascimento

Mensalão do PT

Imagem
Em épocas de midiatização do Superior Tribunal de Justiça, tenho pensado muito no livro acima e nessa abaixo: Vale ler essas duas obras. 

A carta de Miruna Genoino em defesa do pai

A carta de Miruna Genoino em defesa do pai Enviado por luisnassif, qua, 10/10/2012 - 10:49 A coragem  é o que dá sentido à liberdade A coragem é o que dá sentido à liberdade Com essa frase, meu pai, José Genoino Neto, cearense, brasileiro, casado, pai de três filhos, avô de dois netos, explicou-me como estava se sentindo em relação à condenação que hoje, dia 9 de outubro, foi confirmada. Uma frase saída do livro que está lendo atualmente e que me levou por um caminho enorme de recordações e de perguntas que realmente não têm resposta. Lembro-me que quando comecei a ser consciente daquilo que meus pais tinham feito e especialmente sofrido, ao enfrentar a ditadura militar, vinha-me uma pergunta à minha mente: será que se eu vivesse algo assim teria essa mesma coragem de colocar a luta política acima do conforto e do bem estar individual? Teria coragem de enfrentar dor e injustiça em nome da democracia? Eu não tenho essa resposta, mas relembrar essas perguntas me fez pensa

POR QUE MAÇÔNICA?

Imagem
  . amf . Triângulo dentro da Catedral de Besaçon, França.  este texto responde  aqueles que se acham dono da maçonaria. Academia Maçônica de Filosofia Prof. Me. Almeida Academia Maçônica de Filosofia é uma prática de ensino de filosofia.        O adjetivo maçom ou maçônico para qualificar uma escola de ensino de filosofia tem longa história.    Seu início pode ser registrado com Jesus de Nazaré ao afirmar que não era necessário templo para se cultivar o sagrado. O templo que importava para o nazareno consistia em uma questão espiritual e não meramente física. Nesse sentido, soma-se o fato de que o termo maçom, originalmente do francês maçon, quer dizer pedreiro ou o profissional que trabalha na construção de edificações. Em dado momento histórico, sobretudo movido pelos ideais do iluminismo europeu, casou-se a ideia de construção civil com a construção de um tipo de indivído, distinto daquele do período histórico medieval.

Fé e Política

É comum escutar a seguinte ideia:  "político é tudo igual", "eu votava no fulano, mas ele traiu a causa", "ele não é honesto". Em matéria de política precisamos fazer algumas considerações com a mídia, com o consumo de massa. Em uma sociedade de consumo de massa, nosso caso de brasileiros e grande parte do mundo, a democracia representativa sofre com os seguinte: "o consumo é infinito, quanto mais tenho, mais queremos". "delegar alguém para fazer algo é deixar de fazê-lo, para que eu possa fazer outra coisa." "o delegado, aquele a quem eu deleguei, terá que atuar por si, pois as pessoas ao delega-la não tem tempo para fazer o que se delegou". Logo, o delegado acaba agindo por si; do outro lado temos um indivíduo movido e ocupado com o jogo da mercadoria(longas horas de trabalho, preocupação em perder tudo, etc). A insatisfação do "eleitor" ainda é apimentada por uma midia que procura exercer seu poder

O VENERÁVEL MESTRE

Temos cursos de Filosofia e Maçonaria para V.`.M.`.; mas atenção, veja condições; é GRATUITO Promover a Loja, realizando palestras públicas com conteúdo didático nos mais variados seguimentos da sociedade e acima de tudo, permitir a aproximação do mundo profano à maçonaria e seus membros. Presidir os trabalhos da Loja; Regular os trabalhos, dando direção ao expediente e manter a ordem, não influindo nas discussões; Nomear o Secretário da Loja e os membros da administração que, por lei, sejam de sua escolha; Fazer preencher os lugares vagos nas sessões, por meio do Mestre de Cerimônias; Velar pela guarda e fiel cumprimento da Constituição, regulamentos, leis, decretos, e atos vigentes imanentes do Grão-Mestrado de sua Obediência; Convocar extraordinariamente a Loja, por iniciativa própria ou a requerimento de 1/3 dos membros do Quadro, devendo para isso expedir os necessários convites; Providenciar acerca de assuntos cuja solução esteja sendo retardada nas comissões, s

Algumas Definições Importantes

Aprendiz Maçom Aprendiz é aquele que aprende um oficio, ou uma arte. Em Maç \ é o primeiro Gr \ do Simb \ e refere-se ao neófito, ao principiante, que, simbolicamente, está aprendendo a arte de construir, ou Arte Real. O trabalho do Ap \ é na P \ B \ , que deve ser desbastada e esquadriada pôr ele, para se tornar cúbica. Evidentemente, isso é apenas Simbólico, em alusão aos antigos Maçons de Oficio, verdadeiros construtores. Avental Avental é a peça de couro, de pano ou outro material, usada no decorrer de certos trabalhos, para proteção do corpo, ou da roupa. Em Maç \ , o avental é o símbolo do trabalho e lembra o avental de couro usado pêlos esquadrejadores (canteiros) e entalhadores de pedra das corporações medievais de oficio, para proteção do corpo contra eventuais estilhaços. O avental do Ap \ é de couro, ou pelica, de cor branca e usado com a abeta levantada, em lembrança do avental dos canteiros, o qual cobria o peito, o abdome e parte dos

Visão do Aprendiz

Com esta parábola, quero reportar a vida profana, onde constantemente ouvimos afirmações distorcidas sobre a Maçonaria. Somente quem vive, participa, e começa a conhe­cer um pouco mais, sabe o quanto são pobres de espírito aqueles que assim afirmam.                         Quando    se    é                   admitido a participar dos trabalhos da Instituição     Maçônica,    a                   maneira como foi desenvolvida a ritualística   permitiu-se    sentir                      a beleza e a seriedade do ato que acaba­va   de   colocar-me como                         centro das atividades transcorridas.         Uma    nova    luz    em    mim                        começava a ficar acesa, tão acesa quanto as   três    chamas    que                         brilham em todas as sessões da Loja? A Maçonaria como instituição de homens escolhidos dentre os que são livre e de bons costumes, ligado por sentimento de pura fraternidade, caracteriza-se pela obed