Filosofia Antiga e a Maçonaria


As vezes a insistência em relacionar qualquer título com a palavra maçonaria se deve apenas ao caráter de serviço de informação básica deste blog/site. Como na internet existem suas regras de indexação, optamos por colocar nos títulos coisas que que o navegante irá encontrar. Até mesmo podemos nos valer da metáfora de navegar para dizer que no oceano teremos mais chances de sermos encontrados se estivermos na superfície.

Um pessimista, sempre há,  logo nos lembraria que a época de encontrar coisas na superfície do oceano ficou lá pelos idos de 1500 e que hoje o mais importante está lá no fundo: o pré-sal.

Saltando do campo das metáforas, estamos a dizer que nosso esforço é partir dos temas corriqueiros, simples, formulados de improviso, para temas mais elaborados e profundos. Queremos romper com apenas a via da profundidade e oferecer chaves de leitura para quem deseja começar, portanto gerais ou mesmo superficiais nesse sentido.

O público interessado em maçonaria precisa saber que muito de seus temas diletos estarão em autores e livros que não mencionam necessariamente as palavras “revelado”, “maçonaria”, “segredo”, etc.

Na disciplina de Filosofia chamada “História da Filosofia Antiga” você poderá encontrar em autores como Geovanni Reale & Dario Antiseri  (História da Filosofia: Filosofia pagã antiga. 3a edição. Trad. Ivo Storniolo. Paulus: São Paulo. 2007. 7 volumes) ampla base de conteúdos “esotéricos” que vão de Pitágoras, Platão, Plotino, Gnose, Agostinho, Bruno, Vico, Pico dela Mirandola, Ficino, etc... até Edite Einstein a mística e filósofa judia, convertida ao cristianismo e assassinada por Hitler.

Outro excelente livro para as mesmas temáticas é o da Prof. Dra. Marilena Chaui. Introdução à História da Filosofia: Dos pré-socráticos a Aritóteles. 2a edição revisada, ampliada e atualizada. 10a reimpressão. Cia das Letras. 2002. Nele poderemos encontrar por exemplo, uma melhor contextualização da Escola Pitagórica ou Itálica.


Será exatamente nos modelos de escolas existentes nos séculos VI e V e mesmo depois na época helenística, que a maçonaria Iluminista procurará se organizar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom