Resultado



Independente do resultado das votações deste domingo, dia 26,  vamos ter uma novidade. O descrédito das tais pesquisas tornou-se motivo de piada em todos os seguimentos sociais. Independente de ser “esquerda" ou “direita”. Mesmo tendo histórico de beneficiamento direto desse tipo de “serviço”(o caso  Collor e a Globo), até mesmo a direita se sentiu prejudicada nas últimas pesquisas; por mais que se tentou explicar, as pesquisas cometeram erros tanto para a direita, seu principal financiador, quanto para a esquerda, seu “saco de pancada” de longa data.
   
Outro resultado, mas da mesma natureza das pesquisas, é a revelação de que os tais “meios de comunicação social”, esses que são uma concessão do Estado, nunca representaram a “opinião" do povo. Não só os tiranos romanos utilizavam o expediente “em nome do povo”, como mero floreio retórico das suas barbáries. Os medias também o fazem e é nesse quesito que estão sendo desbancado nesse atual pleito Federal. 

Os resultados caducos das pesquisas é um sintoma, um exemplo a ser estudado. Comprova que o  “senhor”, depois de muitos anos no cômodo lugar de mandante, perde a noção da realidade, de tanto se impor pelo dinheiro e força os seus desejos ao coletivo. Torna-se, no dizer de Hegel, alienado e passa a conhecer menos a realidade. Ao contrário, o escravo, ao menos uma pequena parte dele, sempre consegue ver essa aberração. 

Esse “escravo" hegeliana tem que ser no mínimo filósofo, pois o escravo em geral tende a acreditar na realidade imposta. Em geral apenas os “desajustados”, no olhar do dominador, é que estariam mais próximo a aproveitar o momento de alienação do “senhor”. 


Os resultados me parecem ser a revelação de que o discursos dominante não tem tido a força de sempre. Esses mesmos meios, que tentaram fazer vários pânicos no atual pleito como queda da bolsa, alta do dolar, passaram, após os resultados, a bombardear todos os dias um palavreado ácido. Continuaram, todos os dias a satanizar e dilapidar todos os sinais de melhoras sociais. O que, em última estância, é negativo até mesmo para a esquerda. Se colocarem nesse lugar de satanização leva a todos a pensarem por “curto-circuito”, e quem perde com isso é o desenvolvimento da democracia. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom