#Vem-pra-realidade

Vem pra rua? não, que tal, vem pra realidade?

Penso que não só a "primavera árabe" foi um embuste, hoje bem comprovado, como também os protestos recentes aqui no Brasil.

O que tem eles em comum?

Penso que uma nova experiência dos USA e seus aliados econômicos vem sendo testada. Trata-se de provocar convulsões sociais utilizando as famigeradas redes sociais.


Alguém ainda dúvida?

Em breve apresentarei nesse blog alguns documentos e estudos sobre redes sociais e seu potencial de instalar a desordem alheia. Até porque, e aí podemos nos valer da mais rasa psicologia, no próprio USA depois do apocalíptico 11 de setembro o tal do "Ato Patriótico" jogou por terra as liberdades individuais conquistadas por lá há muito tempo.

Mais do que comprovado, nos USA o governo vasculha tudo; e a internet é amplamente monitorada. Em nome da segurança tudo é permitido, desde deter uma pessoa sem os tramites legais; mantê-la sob custódia sem qualquer prova acusatória, por simples suspeita; afinal: ele pode/é um terrorista.

Ademais, depois dos vazamentos de informações também famosos, somos levados a ter a certeza de que quem vasculha atrás de terrorista não iriam ficar só nisso. O velho ditado "prepare a guerra enquanto estiver em paz" parece ser a marca dos USA. E a nova modalidade de guerra de baixa intensidade ganha uma facilidade ampla. Sem falar nos baixos custos comparados aos modelos antigos do pós Segunda Guerra.

O vem pra rua portanto é uma idiotice dessas. Como vem sendo reportado o próprio percurso do "líder" desse protesto. Com direito à entrevistas e matérias abundantes na grande mídia.


Vem para a realidade ou vem pra realidade é "cair a ficha" e fazer perguntas mínimas. Uma massa acostumada a comprar nas Casas Bahia ou na mesma versão em Miami, esquece de fazer perguntas básicas.

Por isso, mais filosofia na vida das pessoas.















Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom