Serra quer vender a Petrobras hoje!

Sim, hoje será votado a proposta do Senador José Serra, eleito com os votos da maioria pobre de São Paulo; essa mesma maioria que estuda e utiliza o sistema público de saúde.

No grosso, a ideia se vale de que por questões técnica a Petrobras não consegue levar à frente a proposta jurídica em que ela é a dona "do morro e das bocas".  Embutido em tal discurso falacioso, José Serra faz a proposta que irá resultar na mudança do regime de extração e partilhar da grana que jorra dessa fonte.

A ideia de que 10% desse valor bruto iria direito para a Educação, já que é tema do vereador ali de Juquitiba à discursos de senadores, está em risco. Aliás, os 10% já foram rachados com a saúde e até onde sei, espero estar equivocado, o dinheiro para "educação" não foi aprovado como "educação pública", mas pode ser por exemplo para escolas privadas "darem" bolsa para os "melhores" alunos de escola pública. Enfim, deixando ainda mais claro que na pública só fica o resto.


O Brasil tem um sistema particular de educação "muito bom". Contudo, nesse sistema atua em sua grande maioria o mesmo professor do outro sistema, o "muito ruim". Ou seja, há algo errado nisso; na verdade o sistema privado do brasil não é bom; ele é apenas bom no sentido de manter reunido os brancos e ricos. Nisso ele é bom, em praticar a discriminação legalmente aceita da "mensalidade".

Pois bem, é hoje que José Serra deverá votar a nova partilha do pré-sal e com isso ganhar sua bonificação na Suíça. Afinal, nada mais normal  no mundo dos negócios você ser agraciado com um presente por ter feito sua função com eficiência, no caso de preposto da Chevron. Senador é apenas um bico, não rende tão bem.

O problema da Internet é que ficamos no achismo. Ainda não conseguimos ir muito além das especulações; o que acaba nutrindo um gigante facista. Não podemos afirmar coisas gerais como sendo verdadeira. Só podemos falar do fato objetivo e constatável no próprio site do Senado do projeto do Senador Serra. O resto é especulação.

Dá apenas para concluir que José Serra quer mudar o pré-sal e que isso abre para "novas" empresas um negócio gigante. Inferir daí para frente carecia de mais provas; especular que ele sendo autor de tal projeto que beneficiará "empresas" irá ganhar algo falta provas. Por mais que enquanto adultos sejamos levados e inferência que parecem obvias; mas a grande evolução do Direito foi exatamente não se fundar em tais achismos.









Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom