Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2015

O clichê em política e filosofia

Imagem
Em matéria de ideias filosófica e de política é comum o problema dos  clichês. Explicando melhor, no livro “O menino do dedo verde”, o autor introduz na trama a ideia de que “os adultos” pensam por blocos fechados, e por isso deixam de fazer certas perguntas elementares.  O clichê é isso, um bloco fechado o qual passamos a lidar com ele sem saber sobre sua composição interna. Em política ou filosofia é muito comum tais atitudes, o que não ajuda muito e ainda cria problemas. Assim, o termo dialética nos anos 80 era utilizado para tudo, até para dizer que uma cerveja estava “dialeticamente gelada”.  Em matéria de política perdemos muito quando não sabemos ir um pouco além da articulação de tais clichês; é preciso saber decompor tais blocos, e saber como eles se constroem e só assim evitaremos posições radicais nas discussões políticas do dia-a-dia. Ao apreender tais estruturas internas dos clichês evitaremos posições estanques e saberemos avaliar a cena política n

Psytrance e do dionisíaco

O termo dionisíaco vem do deus Grego Dionísio. Nietzsche utiliza tal figura para expressar o lado irracional da vida, as forças da natureza, a não razão e pura emoção. Psytrance é um estilo de música dita eletrônica, mas tem uma característica bem diferente dessas melodias de rádio, portanto, raramente tocam em rádios.  O texto. Talvez o lado erótico que emerge no psytrance, especialmente o full , seja a capacidade do som, da pulsão vibracional,  simular estados de consciência primários em nós. Assim, fixações do erotismo infantil, eclodem em modos regredidos. Deslocando a nós adultos do atual estágio, que detém todas as sobreposições da vida adulta/cultural, para posições infantis.  Se esse efeito for de fato levado a cabo, devemos nos perguntar se assim ele tem aquela mesma função trágica advogada por Nietzsche, Wagner e Schopenhauer.  Leonardo Boff, o teólogo, em seu livro “Saber Cuidar” menciona as “ondas de Schumann”. Uma onda descoberta pelo físico Schuman

Debate de temas atuais sob a ótica da Filosofia!

Imagem
Bairro Real Parque R. Visconde de Nacar, 354

Israel: legítimo ou injusto?

Legítimo X justo O atual quadro de injustiça social entre Palestinos que vivem na Cisjordânia e na Faixa de Gaza suscita vários debates. Discutir sobre tais questões é sempre constrangedor, pois enquanto discutimos seres humanos estão em condições deploráveis de vida. Não só nesse caso dos palestinos, mas em toda situação semelhante, a emergência de humanos em tais situações sempre nos contrange em ficar tecendo  comentários.  Contudo, como também não nos resta meios para fazer outra coisa, pensamos que escrever seja uma parte no processo.  Pois bem, quando se fala na questão israelo-palestina o que comumente se traz dois temas que são dispersos como sendo apenas um. Parte-se do fato social degrandante para questionar a legitimidade; portanto, estamos falando de que propriamente: justiça social ou falta de legitimidade?  Creio que as duas coisas existem aí. E a primeira dela é o estatuto de legitimidade do Estado de Israel. Pois me perguntaria, seria possível um Estad

A fragilidade masculina!

Imagem
Sim, nós, os Aquiles do dia-a-dia, somos todos calcanhares. Temos um apreço incomensurável por certas coisas prosaicas. Mesmo que montados sobre qualquer que seja o edifício, intelectual sobretudo, somos reduzidos a escombros por qualquer parte da topografia feminina. Projetamos ou idealizamos as mulheres, nos avisará os psicanalistas, (esses malditos com sua “praga”), e isso tem na base nossas questões infantis e por isso mesmo, dado o nosso exagero e fragilidade nesse campo, uma regressão com tudo que tem direito tal deslocamento.  A projeção chega mesma a ser fantástica e por isso ignoramos o real imediato que nos toca. E nessa escola de “machos”(aos amigos gaúchos), cultivamos o que há de mais patético em termos de vida social. Esse traço patético de nossa condição masculina é ainda turbinado pelos videos pornôs, fartamente acessados entre nós brasileiros, que nos ensina, como fazia as revistas na década de 80, como “utilizar" a mercadoria mulher. Esse buraco q

Sorteio do Livro: Estética e Educação em Nietzsche!

Imagem
Em agradecimentos aos meus leitores, estou fazendo o sorteio gratuito do livro Estética e Educação em Nietzsche. Para quem segue meus textos nesse blog penso o que livro será de leitura fácil. Também compreenderá um pouco mais sobre a linha editorial do AMF3. Peço apenas a gentileza de irem até minha Página no Facebook e "curtir". Estou utilizando um aplicativo de sorteio por lá. Isso facilita minha vida. No dia marcado farei o sorteio e aí peço endereço da pessoa para poder enviar o presente.  https://www.sorteiefb.com.br/tab/promocao/491010

O que é o real?

Imagem
Prof. Me. Cídio Lopes  O que é o real? pergunta chata que não aguento mais escutá-la. A "Chatisse" não é das pessoas que fazem a pergunta, mas da própria pergunta. O problema é que tal pergunta implicará no sentido da vida; oras, porque precisamos do sentido da vida? Se você, caro leitor dessa "página", pensa que é chato se perguntar pelo sentido da vida ou mesmo que é desnecessário, creio que você não vive, mas está jogando nessa vida. Sim, nós humanos temos um pequeno defeito de fábrica; fomos  jogados nessa existência e ainda somos obrigados a arrumar um sentido para ela. (Filosofia existencialista) E não me venham com "antes que tu nasceste... te conhecia e te consagrei"(canto da Igreja Católica) Putz, isso me dava até um certo ar de "olha como sou importante", mas só funcionou na infância. A vida do adulto é outra história. Bate na porta um "não sentido"(o grande outro de Lacan) da vida. "Eu" é

Aula gratuita de Filosofia!

Imagem
Promoção! Para alunos de ensino médio e estudantes de pedagogia, é só cessar a página do facebook https://www.facebook.com/profdefilosofia E em mensagem escrever as suas dúvidas. Posso lhe dar dicas e indicar livros em PDF.