Postagens

Mostrando postagens de Abril 30, 2015

Revolução na Escola Pública: todos os professores abandonam o cargo!

Imagine se todos os professores de uma dada escola pública abandonasse o cargo da escola pública; e bem ali perto montasse uma cooperativa escolar. Cobrassem valores menores do que aqueles gastos em créditos de celular; valor para cobrir gastos e o salário dos docentes.

Enfim, se todos além de abandonar a escola pública ainda gastasse uma verba mensal dissuadindo pais, alunos e professores de entrarem nessa cadeia chamada escola pública(que é estatal na verdade).

Eis uma revolução.

Seja Livre

A ideia de liberalismo, lá na sua origem pelos anos de 1770 - 1870, tem na base a ruptura com o "Antigo Regime". Era a ideia de se libertar de um provedor de sentido e tudo o mais. O iluminismo foi um movimento filosófico que assim apregoou; podemos viver segundo nossa razão. Mesmo que reconhecendo que nossa razão tem limites; assim também pensavam alguns iluministas;

A razão ficou louca um pouco depois, quando pegou gosto pela técnica. E sendo mais preciso, ela ficou louca quando o Poder viu na técnica um mundo maravilhoso de dominar os outros. Porém, para além disso, o grande contributo do Iluminismo foi a liberdade do homem.

Viver sem as regras de uma Igreja, quem ficou até hoje chateada em perder o Poder,  ou de uma aristocracia. Ser segundo paramentos ditados pela razão; pelo debate vivos dos vários grupos de sociabilidade, entre eles a Maçonaria.

Assim, os salões de literatura se proliferaram por toda a Europa; era as "redes sociais" da época; não só a maçon…

A espera de uma ordem

O primeiro passo para a periferia se libertar das mazelas de uma sociedade injusta é ter capacidade de se autogovernar. É preciso romper com a espera de uma "verba" ou de uma política pública. Elas nunca virão... Muito menos será "pautado" na mídia as questões mais relevantes entre os pobres das periferias.

Assim, aquela cena de superlotação da Estação de Trem da CPTM Grajaú, ou o ônibus lotado às 4:30 da manhã lá em Parelheiros, ambos na extrema zona sul de São Paulo, só irão "viralizar" se houver um amplo movimento dos atores aí envolvidos.

Se não houver uma amplo movimento e ruptura nessa espera subserviente, e aí irão descobrir que as fotos de cachorrinhos inocentes não são tão inocentes, nunca verão seus problemas sociais graves sendo viralizados nas redes sociais.


Quem põe a pauta da vida dessas pessoas não são elas. São as novelas e jornais. Portanto esse é o primeiro erro; o segundo é achar que o Estado irá pagar à sua ONG para fazer projetos &qu…