Postagens

Mostrando postagens de Maio 27, 2015

O que a Filosofia pode ajudar na Escola?

Nada. E vamos mais, porque se delega à Filosofia tal tarefa? Porque não à matemática ou Língua Portuguesa, matérias que juntas devem compor 30% (conta aleatória) do tempo do currículo escolar. (5 a 6 aulas semana de matemática e 4 de português.

Ademais, e os Pais? o que eles podem ajudar à Escola? Pois ou a escola vira um orfanato e assume a paternidade Legal dos alunos, tendo que cumprir os aspectos inerentes à paternidade, ou uma Escola sem os Pais é o mesmo que move a lógica do consumo de "café sem cafeína". Quero dizer, na cultura de massa todos querem comer picanha gordurosa e não engordar. Querem ter filhos, mas não tem tempo para educá-los.

E nesse contexto é que se cobra da Filosofia resposta para resolver o problema de disciplina; ou ainda pior que a Filosofia "ensine" bons costumes aos educandos, que seja uma "doutrinação" "moral e cívica".

Portanto, a Filosofia não pode fazer nada pela Escola por simplesmente não ser possível  fazer …

A cracolândia!

Aqui em São Paulo cracolândia é uma área urbana na qual há muito uso de drogas, especificamente o crak. O lugar fica em uma parte do centro, próximo a Estação da Luz. Antiga zona muito importante na cidade.

O que ninguém se pergunta é como se produz as zonas "cracolândia".  Poucos conseguem fazer inferências para além dos olhos. Talvez uns poucos da arquitetura, saúde pública, etc... os profissionais do meio.

O que poucos se pergunta é em que medida a especulação mobiliaria provoca as cracolândias. Aqui não estou falando de teoria da conspiração; a produção aqui é muito mais um efeito do que um trabalho intencional.

Ao permitir que se tenha vários imóveis, que se viva de renda de aluguel; ao permitir que o centro inteiro seja imóveis de aluguel; que alguns possam ter vários imóveis para alugar; alguns ter vários prédios inteiros; tudo isso produz como efeito as zonas cracolândia.

Como é melhor ter imóvel de aluguel comercial, pois residencial tem implicações que não são int…