Postagens

Mostrando postagens de Julho 4, 2015

Esquerda ou direita?

Como definir em termos políticos uma posição? Se recorrermos aos temos esquerda e direita vemos que eles surgiram no contexto da revolução Francesa. Mas dizer que era pelo fato de um grupo ficar à esquerda de uma platéia define o que é ser político de esquerda?

No cotidiano tal forma de definir e se dizer desse ou aquele lado parece usar esse expediente. Então digo que sou de direita e assim oriento minha ação de tal modo. Qualquer coisa que for proposta por alguém, logo lanço a pergunta: ele de qual lado? esquerda? então sou contra. Direita! então sou favorável.

Sim, é simplista, mas é assim que as pessoas se comportam em matéria de política. É assim que as pessoas tem se comportado ao longo do dia; na conversa sobre a política.

Definir a si por si, para ser algo difícil. O que a Filosofia evoca é exatamente sair desse lugar e fazer o difícil exercício de saber se definir por si e não na negação do outro. Eu sou esquerda não apenas por ser o contrário da direita. Quando me posiciona…

#Ela merece apanhar?

Certamente o título nos remete a um absurdo. Sabemos que é corrente na cultura machista o bordão “ela mereceu” apanhar. Ou ainda, a mulher que põe uma roupa muito “curta" está esperando o quê? Isto é, ela está querendo ser assediada sexualmente. 
Do caldeirão machista ainda teríamos mais. Porém, quero me ater apenas nesses dois temas, que podem ser reduzidos à um. A ideia de que a mulher seja um objeto “em função” do homem.
O que a filosofia tem a propor a isso? Penso que o exercício de desmonte é uma contribuição que o filósofo tem a dar. Mostrar por onde se começa a descascar essa cebola. E creio que a primeira casca é a ideia “inconsciente”(semi-inconsciente) que habita o universo masculino de que a mulher é um objeto a seu dispor. Está implicado em “ela merece” o fato claro de que se concebe um ser em função do outro. 
Essa submissão ontológica (ôntico = ser) é um “macho-centrismo” que não fica apenas no domínio do gênero. Ele é o mesmo que também coloca uma “etnia” no centro co…

É possível se exercitar filosoficamente?

Imagem
(Evento gratuito de Filosofia como exercício. https://eventioz.com.br/e/filosofia-como-exercicio  ) 

Filosofia 
Em épocas de super-performances dos profissionais ligados à administração ou às finanças, meio no qual se multiplicam novas terminologias, falar de qualquer outro assunto nos põe desafios. O principal e de imediato é provar capaz e à altura de ser um tema relevante. O lugar que os temas da economia ocupam tem dimensões que podemos chamar de estelar. Contexto no qual os demais temas são ofuscados, chegando mesmo ao efeito de serem apagados pelo brilho da estrela dominante. 
Desse modo, para começar a falar de Filosofia e da sua pertinência, faz se necessário um tipo de discurso de apresentação que, basicamente, coleciona argumentos sobre tal pertinência não só da Filosofia, mas de como ela pode interessar a vários tipos de pessoas. Por quais motivos alguém se daria ao trabalho de se ocupar desse tema que nem mesmo se apresenta no horizonte de cada dia. 
Antes de qualquer coisa, p…