FHC se casa com ex-funcionária

Como podemos ver aqui e aqui, entre vários outros lugares o Fernandão, para os amigos de longa data; desde a bolsa de estudos da Fundação Ford que propiciou as condições materiais para ele desenvolver a tal da "Teoria da Dependência", casou-se novamente.

Certamente a vida privada deles deve ser privada. Contudo, e se fosse a Dilma? E se fosse a Dilma a casar com um funcionário, pois claro o relacionamento começou quando ainda era funcionária, o que a mídia raivosa diria?

Vamos mais, e se fosse um moço mais jovem, mas não bastasse ser mais jovem, mas bem mais jovem, tipo um moço de 22 anos?(Dilma tem 68) Sim, essa é a diferença 46 anos da atual senhora Cardoso.

Certamente esse tema é assunto privado. Porém, porque o mesmo tema que é privado é escancarado se for alguém do PT? se torna ainda aberrante se for uma mulher? Vejamos que Marta Suplicy ao se separar do marido Eduardo Suplicy pode ter perdido a re-eleição para prefeita aqui em São Paulo. Uma especulação, claro, sem provas, mas é fato que o público não recebeu bem tal "ousadia" dessa mulher.

Agora, o Fernandão pode. E em uma sociedade tacanha, os machos podem continuar os pegadores; isso apenas exalta a sua verve de varão. Porem, nesse mesmo país de cabeças tacanhas, as mulheres serão jogadas no limbo dos valores morais. O problema portanto, não é o atual caso do ex-presidente, mas o fato de que o pensamento tacanho tem modos esquizofrênicos de pensar e levar os assuntos públicos. E reproduz as mais variadas formas de mesquinhez. Essa é a questão; como tornar abjeta algo simplesmente por ela ser apresentada com maquiagens das grandes empresas de mídias, sem pensar por si; sem se dar conta de que não é possível ser normal para um, só por questão de sexo ou de nascimento social, e in-moral para outros, por questões de sexo, etnia, etc.... Isso é o mais simples medievalismo.  








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom