Pré-guerra civil?

Os brasileiros não acompanharam no "JN" os acontecimentos recentes na Ucrânia. Afinal, bradará uns chegados do Clube, e o que eu tenho haver com eles?

A Ucrânia viu ascender em nossos dias, a partir de 2012, e estar em plena atividade grupos neo-nazistas. Já postei coisas nesse blog.

A Ucrânia a qual só chega um versão até nós, está atolada em uma manipulação internacional que procura resolver o problema da crise econômica que começou nos EUA e se expandiu para a Europa.

A Ucrânia apenas está no meio de rotas de interesse. Esse é seu castigo. A modalidade de guerra de baixa-intensidade aplicada lá é a mesma imputada na "primavera" árabe. Documentos comprobatórios dessa tese podem ser encontrados no site Rede Voltaire.

O brasil por ser um agente estratégico na região, precisará ser desestabilizado para algo maior. As reservas do nosso vizinho e membro do Mercosul, Venezuela pode ser a peça chave desse tabuleiro. Segundo documentário do Blog jornal DCM a Venezuela detém as maiores reservas do mundo. Algo em torno de 260 bilhões de barris do petróleo "crudo". Ademais, o nosso pré-sal.

No caso da Ucrânia ainda serviu para manobras Russas. Outra parte dessa disputa.

Dificilmente o Brasil saíra desse crise, caso ela se "ucranise", como saiu das demais. O cenário atual é radicalmente diverso de todos os existentes até hoje. Se tomarmos as "quarteladas" do passado todas elas tinha em comum a inexistência de uma classe operária organizada. Em todos aqueles momentos não tínhamos o contingente que hoje está na classe C.

Hoje o povo tem voz e que ter vez. Isso nunca havia existido no Brasil.







Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom