Postagens

Mostrando postagens de Maio 28, 2016

O valor de um homem

Uma questão de emprego e desemprego.
O filme de Stéphane Brizé, com Vincent Lindon no papel principal, toca em algo já familiar à filosofia. O tema familiar, mas indigesto, é a multifacetada “micro-física” do poder. Precisamente, o exercício do poder nos detalhes, na incidência sobre atos corriqueiros e cotidianos das pessoas. E se tem um cenário perfeito para se ver essa prática em nossos dias é o desemprego e o mundo do trabalho. Outro contexto para se ver essa cena amplificada, creio ser, o da guerra, mas nesse caso ligamos uma proteção imediata e o mesmo parecer ser algo de um lugar “muito, muito distante”. Logo, o cenário de Brizé nos obriga a continuar com os olhos abertos.  O filme nos permite ver, portanto, como no contexto do mundo do trabalho, ideologias estão a serviço de um estrutura fria e que requer se impor sem ser questionada. O enredo que vai desde o desemprego da personagem principal à sua função de fiscal(segurança) em uma grande loja de varejo, mostra os vários tipos…