Pr. Stefani Saad (Ex. Maçom) parte 1

Existe um vídeo, desprezível quando contextualizado e mensurado os efeitos práticos que esse conteúdo gera nas cabeças das massas, de um Senhor que ali se dá o titulo Pastor e de ex-maçom que nos leva a refletir pragmática sobre o conteúdo veiculado.

Qual o risco deste tipo de culto, cada dia maior na internet? A apresentadora Xuxa, com que não temos afinidade alguma, recentemente sofreu acusações de ser "satanista". O acusador, uma "igreja"(sic) foi processado e obrigado a pagar uma indenização de 150 mil reais.

Enfim, estes defensores da fé tem utilizado-se de táticas  violentas, por enquanto no âmbito simbólico, para impor seu credo nos assusta. O mais contraditório é que o fundamento destas violências é "amor de cristo". Penso que se trata de um amor patológico, este que atua como fundamento da violência, e o melhor é frequentar aqueles grupos de "amor exigente" para se tratarem.

Eis o video do tal senhor Pr. Stefani Saad:





O tal Pastor, no intuito de guiar suas ovelhas, indentifica os Maçons como o próprio Lobo. A autoridade para saber disto ele alegar ter por conviver no meio dos Lobos.

Afinal, se ele viveu entre Lobos, como o fez? Teria disfarçado? Ou foi ingênuo, sem interesse algum, apenas procurava "deus" ali? E depois notou que ele não estava lá? Se era uma ovelha desgarrada, não teria sido comido pelos lobos? (isto é, não teria sido convencido pela maçonaria de modo a não conseguir  se safar das amarras ideológicas apregoadas ali.)

A outra tese é: então ele entrou só para saber e comprovar que de fato era todos adoradores de algo ruim. Pergunto, para alguém que premeditou e conseguiu chegar no tal grau 33, o que leva uns bons 6 anos, ele tem "sangue frio". Com base neste dado lógico, podemos inferir que tal pessoa é dissimulado. Não estaria ele agora fazendo o mesmo? Quando ele está dizendo a verdade? Quando era maçom ou agora?

Antes de qualquer coisa, espero não incitar qualquer ato de violência contra tal Pastor. Não o conheço pessoalmente, mas certamente se trata de um pai de familia e, sobretuto, um Pai espiritual para seu rebanho. Credenciais que juntas com a própria dignidade de pessoa humana nos obriga a ter respeito por ele. Minhas convicções filosóficas não podem se arrogar o direito de suplantar tal status, a dignidade da vida humana, e sim assim o fizesse seria prova suficiente para destitui-la de tal pretensão à Verdade.

obrigado.
AMF

Comentários

Anônimo disse…
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Cídio Lopes disse…
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse…
POr que não há a biografia de Saad junto ao vídeo?Para que haja maior veracidade é importante sabermos a origem da pessoa.
Anônimo disse…
Em que sentido? Biografia? Obrigado.
AMF
Anônimo disse…
a PALAVRA É FOGO ! VIVA E EFICAZ

DEUS TÁ VENDO TUDO E O FOGO VAI QUEIMAR

QUEIMA BABILÔNIA !
Anônimo disse…
"Afinal, se ele viveu entre Lobos, como o fez? Teria disfarçado? Ou foi ingênuo, sem interesse algum, apenas procurava "deus" ali? E depois notou que ele não estava lá? Se era uma ovelha desgarrada, não teria sido comido pelos lobos? (isto é, não teria sido convencido pela maçonaria de modo a não conseguir se safar das amarras ideológicas apregoadas ali.)

A outra tese é: então ele entrou só para saber e comprovar que de fato era todos adoradores de algo ruim. Pergunto, para alguém que premeditou e conseguiu chegar no tal grau 33, o que leva uns bons 6 anos, ele tem "sangue frio". Com base neste dado lógico, podemos inferir que tal pessoa é dissimulado. Não estaria ele agora fazendo o mesmo? Quando ele está dizendo a verdade? Quando era maçom ou agora?"

Não sei porque isso. Ele disse no vídeo que entrou na maçonaria, com influência da família, avós, pai. Por isso chegou fácil ao grau 33. E foi por 10 anos pastor de igreja e maçom ao mesmo tempo, até que Deus tocou no coração dele, e ele resolveu sair de toda aquela sujeira.
Anônimo disse…
A título de esclarecimento, NÃO existe "ex-maçom". Uma vez maçom, é maçom para toda a vida, mesmo que renegue ou se afaste da Ordem. Se é que o alegado pastor foi um dia maçom de alguma ordem RECONHECIDA, ele continua sendo maçom.
Rosangela Smith disse…
Por que, UMA VEZ MAÇOM, É MAÇOM POR TODA A VIDA, MESMO QUE RENEGUE OU SE AFASTE DA MAÇONARIA ?
A AMF pode nos explicar ?
Obrigada.
Cídio Lopes disse…
A ideia é simples cara Rosangela Smith, uma vez iniciado a pessoa não-desen-inicia ou coisa semelhante. Ser inciado é um termo sinônimo de batizado. No caso do iniciado a ideia é que a pessoa se relaciona consigo de outro modo, especialmente tendo consciências da respiração ou corporal.

Não se expliquei.
amf

Postagens mais visitadas deste blog

Instrução de Companheiro Maçom

Qual é o seu motivo para entrar na Maçonaria?