O que devemos falar na política?



O mundo ocidental em nossos dias vive a discussão sobre “ser de esquerda ou de direita”. Dois modelos políticos para que as sociedades funcionem. Debate que já vem de longa data e que em nossos dias precisaria serem postos em novas chaves... pois os dois modelos demonstraram seus problemas.

De um lado o liberalismo e seu modelo capitalista, doutro o socialista que adota o mesmo capitalismo como forma da vida econômica funcionar.

O que tá posto como centro de nossas vidas é a forma como almoçamos e jantamos todos os dias.  O fundo econômica que rege nossas vidas cotidianas sempre é o que mais importa. Acontece que em dado momento se junta problemas econômicos com outros problemas do modo de ser das pessoas. Contudo, ter casa, alimentar-se, vestir, garantir o mesmo para seus filhos, etc... consiste na base da qual não dá para escapar.

Falar da violência contra o negro ou a mulher, precisa antes resolver as carências econômicas. Uma mulher em extrema pobreza nem mesmo consegue denunciar e se proteger do seu agressor. Sem os recursos não se consegue mobilizar politicamente negros e mulheres para impor agendas de educação de gênero, étnica, etc.

Portanto, o debate é por justiça social, dentro do qual os demais temas poderão ser tratados de modo apropriado. Não é reduzir o horizonte humano à economia, como fazem esses fundamentalistas do “mercado financeiro”. É pensar que se almoça todos os dias... e não dá para postergar isso.

Como uma árvore, a base alimentar vem antes dos aplicativos de celular. A geração “app” (aplicativos) parece ignorar que se almoça, bebe água, e seus celulares precisam da velha e antiga atividade de extração mineral, sem a qual seus “ecrãs” não existiriam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O nada e o tudo: a internet