ACADEMIA/ACADÉMICO

Fonte:Dicionario_do_nome_das_coisas



O termo, divulgado em praticamente todo o mundo ocidental, deve-se ao facto de assim se ter chamado à escola de Platão. Não fora isso e aquele que lhe deu origem nunca teria deixado de ser um obscuro personagem da mitologia grega.
E que «academia» deriva de Akadémos e foi nome próprio. Acade- mus ou Hecademus, via latim, etimologicamente, origina-se do grego
hekás (aquele que age longe) + dêmos (povo), o que, em tradução livre, significaria «aquele que age livremente, fora das pressões do povo».
Helena, a de Tróia, antes de ser levada por Páris, foi raptada por Teseu, herói de Atenas. Espartana, tinha como irmãos os gémeos Dioscuros, Castor e Pólux (filhos de Zeus, diós, e Kúroi, filhos). Tra- taram de procurá-la na Ática. Não estavam a ser muito bem-suce- didos, quando surgiu Academo, que vivia perto de Atenas e, não se sabe como, era conhecedor do local onde a jovem fora aprisiona- da, uma fortaleza na cidade de Afidna. Comunicou a informação aos gémeos, estes libertaram Helena e ficaram gratos a Academo, a quem pouparam a propriedade aquando das guerras com Atenas. Essa pequena quinta localizava-se a mil passos (cerca de dois qui- lómetros) da capital grega, para além do bairro do Cerâmico e era conhecida como a Akadémeia.
Platão, que morava perto, aproveitava os jardins da zona para dar as suas aulas. Academo já tinha morrido há muito, mas o túmulo ainda subsistia. O filósofo deve ter comprado o terreno (era de fa- mília nobre e rica) e ali construiu o seu estabelecimento de ensino, constituído por salas de aulas, alojamentos para os alunos e o Mu- seum, edificação dedicada às musas e que era, de facto, a biblioteca da «universidade».
Todo o conjunto passou à posteridade como a «Academia de Pla- tão».

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom