Pr. Stefani Saad (Ex. Maçom) e Anders Behring Breivik

O título é provacador, mas pretende ser responsável. A pergunta é muito simples, será que o fanatismo apregoado no filme do tal pastor e dos vários congeneres que encontramos na internet não teriam relações comum com a ideologia do rapaz da Noruega? 


Em outros textos, criticamos e apontamos que o discurso no qual procuramos indicar o mau em algum grupo da sociedade corre perigo de passar a prática. Certamente o lideres dessas 'igrejas' não tem esse objetivo, procuram apenas cativar suas 'ovelhas'. Mas até quando as ovelhas ficaram ouvindo apenas. Será que um dia essas palavras de acusação e satanização da maçonaria e das religiões africanas não irão motivar um Anders tupinikin a fazer o mesmo? 


Enfim, temos que pensar essas questões de modo sério e não amador. Hoje no Brasil não há clima para o fanatismo, mas isso pode mudar rapidamente, pois as bases para tal estão sendo cultivadas. 


AMF





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom