Pr. Stefani Saad (Ex. Maçom) e Anders Behring Breivik

O título é provacador, mas pretende ser responsável. A pergunta é muito simples, será que o fanatismo apregoado no filme do tal pastor e dos vários congeneres que encontramos na internet não teriam relações comum com a ideologia do rapaz da Noruega? 


Em outros textos, criticamos e apontamos que o discurso no qual procuramos indicar o mau em algum grupo da sociedade corre perigo de passar a prática. Certamente o lideres dessas 'igrejas' não tem esse objetivo, procuram apenas cativar suas 'ovelhas'. Mas até quando as ovelhas ficaram ouvindo apenas. Será que um dia essas palavras de acusação e satanização da maçonaria e das religiões africanas não irão motivar um Anders tupinikin a fazer o mesmo? 


Enfim, temos que pensar essas questões de modo sério e não amador. Hoje no Brasil não há clima para o fanatismo, mas isso pode mudar rapidamente, pois as bases para tal estão sendo cultivadas. 


AMF





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Instrução de Companheiro Maçom

O nada e o tudo: a internet