Protestos do dia 18

Nas contas, os mesmos quarteirões da direita, dá menos pessoas dos que os coxas. Contudo, essa matemática já era do nosso conhecimento quando professor do Estado de São Paulo, governado pelo PSDB. Aliás, isso parece nos remeter ao valor do cidadão pobre; ironicamente somos obrigados a perguntar: os números sempre menores seriam porque valemos menos? Claro, mera ilação filosófica acerca do "negacionismo"  aplicado pelos medidores; que temos vistos serem palcos de manipulação.

Também já sabemos que o termo matemático "vários" protestam contra o governo do "pête", pode ser apenas 100 pessoas. E que o foco da câmera de filmar só fica fechado, para dar sensação de muitos. Ou ainda, quando dizem que o protesto dos coxas foi espontâneo, isso quer dizer que a CBN a Globo News, O Jornal Bom Dia Brasil, Jornal Hoje, o Jornal Regional-SPTV, todos ficaram passando indiretamente o convite. Só falta agora uma novela. Prova de que ao compor o discurso, as pessoas não estão percebendo que há elementos não pensados a compor a sua fala.

Para quem é militante de longa data, mesmo que no partido dos professores sem nunca ter se filiado à um partido político estatal, sabemos que não há holofotes e o que nos motiva não é o fato de ter passado no "JN". Existe em nós um senso filosófico ou fazemos perguntas básicas quando compomos nossos juízos e por isso quando pacotes de informações estranhas são apresentadas ou se apresentam à nós, logo percebemos.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom