Sexo na Maçonaria

Na fonte a imagem está associada a Aleister Crowle. Você pode verificar aqui


O título poderia ter sido: Gênero e Maçonaria ou, como havia postado anteriormente, mulheres e maçonaria. Optei por sexo por dois motivos. Coisas da internet e pelo motivo de aprofundar a reflexão sobre gênero e maçonaria, pois muitos confundem mulher, feminino, com uma unica coisa: sexo.

É no mínimo estranho ainda persistir a presença apenas de homens na maçonaria. O odor dessa prática parece-me única e exclusivamente de um machismo ridículo e vil, talvez infantil.

Não há fundamentos para que na maçonaria só aceite homens. Qualquer explicação é ridícula e patética. Para alguns é coisa de energia, isto é, as mulheres teriam outro tipo de energia, por isso não caberiam elas na seção maçônica. Para os frívolos, não dá, pois haveria atração sexual pela “irmã”.

O fato é: os assuntos secretos que discutimos ou tentamos encobrir é a infantilidade de marmanjos machistas.

Não há fundamento que justifique a ausência de mulher na Maçonaria.

Pode-se compreender apenas como algo que se apegou a uma tradição de tempos antigos, na qual a mulher era tratada como sendo inferior. O perpetuamento dessa tradição chegou até nossos dias e por isso, apesar das mudanças na sociedade, a mulher não tem lugar na Maçonaria.

Assiste-se maçons que vivem dentro de Lojas, privando as “cunhadas” do convívio com seus companheiros de caminhada. Enquanto isso, nas seções secretas, se discute sobre a rifa ou a festa do dia das mães.

É preciso parar com contradições que exalta a maçonaria democrática, libertadoras de escravos, mas que matem uma postura machista e infantil.

Mas na maçonaria tudo é contradição. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Elle

Instrução de Companheiro Maçom

10 motivos para você não ser maçom